Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado e dos Municípios da Bahia

CONSELHEIRO PRESIDENTE DO TCE DO AMAPÁ É PRESO

10 set 2010

Polícia

Operação Mãos Limpas: presidente do TCE do Amapá é preso na Paraíba
O mandado de prisão da Operação Mãos Limpas cumprido na Paraíba nesta sexta-feira (10) refere-se à prisão de Júlio Miranda. Ele é presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amapá.
De acordo com informações da Polícia Federal em Brasília, além do mandado de prisão de Júlio Miranda, mais dois mandados de busca e apreensão seriam cumpridos no Estado.
A PF de Brasília não informou por que a prisão ocorreu em outro estado, ou seja, qual o motivo da estada de Júlio Miranda na Paraíba e o que o presidente do TCE do Amapá estaria fazendo aqui.
A Operação Mãos Limpas cumpre 18 mandandos de prisão e tem o objetivo de prender acusados de integrar uma suposta organização criminosa composta por servidores públicos, agentes políticos e empresários que praticavam desvio de recursos públicos do Estado e da União
Governador preso – Algumas pessoas já tiveram os mandados de prisão cumpridos, a exemplo do governador do estado do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP), que também foi preso na manhã desta sexta-feira (10).
Candidato à reeleição, Pedro Paulo foi preso juntamente com secretários, a secretária de Comunicação, ex-governador e mais dois secretários irmãos do governador.
A ex-primeira dama do Estado, Marília Góes, chegou no local de sua prisão mandando beijos para a Imprensa. A atual primeira dama também foi presa.
A operação está sendo coordenada diretamente do sede da PF em Brasília.
Os envolvidos estão sendo investigados pelas práticas de crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, advocacia administrativa, ocultação de bens e valores, lavagem de dinheiro, fraude em licitações, tráfico de influência, formação de quadrilha, entre outros crimes. Todos os presos estão sendo levados para Brasília.
Cerca de 600 policiais federais participam da operação para cumprir 18 mandados de prisão temporária, 87 mandados de condução coercitiva e 94 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça. Além do Amapá e Paraíba, as buscas também acontecem nos estados do Pará e São Paulo.
As investigações contaram com apoio da Receita Federal, Controladoria Geral da União e do Banco Central e iniciaram-se em agosto de 2009. Participam da operação desta sexta-feira 60 servidores da Receita e 30 da Controladoria Geral da União.
Confira a lista dos presos até agora na operação.
Deputado Edinho Duarte
Deputado Dalto Martins
Presidente da Assembleia, deputado Jorge Amanajás
Presidente do Tribunal de Contas do Estado, Júlio Miranda
Conselheiro do Tribunal de Contas, Amiraldo Favacho
Jornalista Carlos Lobato
Jornalista Silas Assis
Da empresa Amapá Serviços, Wellington
Da federação de segurança pública, Zequinha
Governador Pedro Paulo Dias
Primeira dama, Denise Carvalho
Candidato a vice-governador de Pedro Paulo Dias, Alberto Góes
Ex-primeira dama, Marília Góes
Ex-governador, Waldez Góes
Secretária de Comunicação do governo, Cléia
Da Amapá Vip, Alexandre
Secretário Especial de Governo e irmão do governador, Benedito Dias
Secretário de Saúde do Estado e irmão do governador, Elpídio Dias
Da Redação, com o Uol e Estadão

http://www.portalcorreio.com.br/noticias/matLer.asp?newsId=150286

baixar Arquivo